terça-feira, 5 de outubro de 2021

Universidade Amiga do Idoso - orientação da Dublin City University (DCU)


A Rede Global de Universidades Amigas do Idoso (Age-friendly University Global Network – a Dublin City University initiative to promote positive and active ageing) é uma iniciativa da Dublin City University (DCU), da Irlanda, que reúne mais de 70 instituições de ensino superior na Europa, Ásia, América do Norte – e duas universidades no Brasil. O trabalho foi iniciado em 2012 e em abril de 2018 a Rede contava com 21 instituições espalhadas globalmente. Nos dias 13 e 14 de março de 2018, na capital irlandesa, houve o primeiro encontro dessa rede, conhecida como AFU (Age Friendly University).

A primeira a conquistar o título, no Brasil e na América do Sul, foi a PUC-Campinas, seguida pela Universidade Federal de Uberlândia.

PUC Campinas

Universidade Federal de Uberlândia

Para ser reconhecida como ‘Universidade Amiga do Idoso’, há 10 princípios a serem atendidos e um passo-a-passo a ser seguido, conforme abaixo.


Princípios para uma Age-Friendly University

1) Estimular a participação dos adultos mais velhos em todas as atividades relevantes da universidade, inclusive os programas de pesquisa.

2) Promover o desenvolvimento pessoal e profissional na segunda metade da vida das pessoas, inclusive dando apoio aos que querem tentar uma nova carreira.

3) Reconhecer o amplo espectro de necessidades educacionais dos mais velhos, para atender desde os que deixaram a escola precocemente até os que buscam um título de PhD.

4) Promover o aprendizado intergeracional, facilitando o compartilhamento de expertises entre estudantes de todas as idades.

5) Ampliar o acesso à educação online para adultos de modo a garantir a diversidade de possibilidades de participação.

6) Garantir que a agenda de pesquisa da universidade leve em consideração as necessidades relacionadas ao envelhecimento.

7) Ampliar o conhecimento dos alunos sobre os dividendos da longevidade e a riqueza que esta pode trazer para a sociedade.

8) Melhorar o acesso dos idosos aos programas da universidade relacionados a saúde e bem-estar, assim como as artes e atividades culturais;

9) Fazer com que a universidade se engaje e participe de sua própria comunidade de aposentados.

10) Garantir diálogo constante com organizações que representem os direitos da população mais velha.

 Passos para se tornar AFU

1º Passo

Reúna as pessoas interessadas (professores, estudantes, comunidade etc.).

Se familiarize com o site WHO Age-Friendly World Network e com os Dez Princípios que complementam a abordagem.

Revise os Princípios e busque consenso.

Cada integrante da Rede AFU interpreta e aplica os Princípios a seu modo, podendo focar em aspectos específicos, como pesquisa, aprendizagem intergeracional, política interna – ficando para decisão de cada integrante da Rede.

2º Passo

Crie um grupo de trabalho multidisciplinar, com pessoas que ‘façam acontecer’.

Rascunhe um ‘termo de referência’ para o Grupo. 

Estabeleça um calendário de reuniões e metas.

Distribua tarefas.

Compare os Princípios e as atividades para avaliar oportunidades e destaques a considerar.

Interage com muitos interessados para coletar o máximo de informação.

Não se preocupe muito se não conseguir cobrir todos os Princípios – o que importa é o compromisso autêntico com os Dez Princípios, medidas concretas e ações claras.

Ao finalizar, encaminhe para a coordenação.

3º Passo

Apresente uma minuta à coordenação. Se prepare para responder perguntas sobre as medidas a serem tomadas. Pode haver um foco de interesse que coincida com planos estratégicos ou missão/visão da instituição.

4º Passo

Finalize o documento definindo a forma como vai implementar a AFU e o que deseja alcançar como integrante da Rede AFU – por exemplo, aumentar a visibilidade das pessoas idosas no campus e as oportunidades de intercâmbio com estudantes.

Envie o documento com uma carta de confirmação de seu dirigente para o Prof. Daire Keogh, President, Dublin City University (DCU) e cópia para a Coordenação (Age Friendly Coordinator) também da DCU.